LAUDOS

Laudos de atividades insalubres – NR 15 – Elaboração de laudo técnico com o objetivo de verificar a existência de insalubridade nas dependências da empresa analisando cada Anexo da Norma, apontando as soluções para eliminá-la ou neutralizá-la, informando o respectivo adicional e as jurisprudências dominantes nos tribunais do país.

Laudos de atividades perigosas – NR 16 – Elaboração de laudo técnico com o objetivo de analisar a existência de atividades que colocam em risco a integridade física dos funcionários, informando as medidas corretivas necessárias, o adicional correspondente e as jurisprudências dominantes nos tribunais do país.

CIPA

Organização e renovação da respectiva comissão dentro das disposições legais envolvendo o seu dimensionamento, criação da comissão eleitoral, comunicados aos sindicatos e ao Ministério do Trabalho; elaboração das fichas de inscrição e células de votação; apuração dos votos; preparo das atas necessárias, e respectivos registros nos órgãos competentes; realização do curso de treinamento para os seus componentes e assessoramento na elaboração do Mapa de Riscos Ambientais.

Acompanhamento das reuniões ordinárias e/ou extraordinárias, bem como auxílio no levantamento de acidentes do trabalho nas dependências da empresa, orientando o procedimento correto quando da realização das inspeções de segurança por parte dos seus integrantes. Orientações quanto a forma e o procedimento a ser adotado com relação a substituição dos seus integrantes.

PPP

O Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP constitui-se em um documento histórico-laboral do trabalhador que reúne, entre outras informações, dados administrativos, registros ambientais e resultados de monitoração biológica, durante todo o período em que este exerceu suas atividades.

O PPP deve ser atualizado anualmente na mesma época do PCMSO e PPRA, e sempre que ocorrer modificações na empresa que exponham o empregado a outros agentes nocivos, deve ser mantido atualizado e a empresa deve fornecê-lo ao empregado nas seguintes situações:

  • Rescisão do contrato de trabalho, em duas vias, com fornecimento de uma das vias para o trabalhador, mediante recibo;

  • Requerimento de benefício por incapacidade acidentária (B 91) e previdenciária (B 31);

  • Requerimento de aposentadoria comum e especial quando houver períodos de trabalho em condições especiais.

PCMAT

PCMAT – Programa de Controle do Meio Ambiente de Trabalho da Indústria da Construção (NR 18)​, tem como objetivo garantir a segurança dos trabalhadores da obra a partir do cumprimento de determinadas fases previstas e contempladas no documento base.

Quando realizar?

Toda obra acima de vinte funcionários deve implementar o PCMAT e abaixo de vinte funcionários empregar o PPRA para a obra, conforme preconiza o item 18.3.1. da portaria 3.214 de 08 de Junho de 1978.

PCA

O PCA – Programa de Conservação auditiva é um conjunto de medidas coordenadas que previnem a instalação ou evolução das perdas auditivas ocupacionais, deve sempre estar perfeitamente integrado com o PCMSO e o PPRA. Onde existir o risco para a audição do trabalhador há necessidade de implantação do PCA.

O Ministério do Trabalho e Emprego estabelece a obrigatoriedade da implementação do PCA em todo estabelecimento de trabalho com Níveis de Pressão Sonora Elevados.

Os objetivos específicos do PCA são:

• Melhorar a qualidade de vida do trabalhador;
• Identificar funcionários com problemas na audição;
• Diagnosticar precocemente as perdas auditivas;
• Adequar as empresas às exigências legais;
• Reduzir custo de insalubridade;
• Redução de reclamatórias trabalhistas.

PPR

O Programa de Proteção Respiratória constitui em um conjunto de medidas práticas e administrativas que devem ser adotadas com a finalidade de adequar a utilização dos equipamentos de proteção respiratória. O objetivo deste programa é dar proteção contra doenças ocupacionais provocadas pela inalação de poeiras, fumos, névoas, fumaças, gases e vapores. O Ministério do Trabalho e Emprego estabelece a obrigatoriedade da implementação do PPR em todo estabelecimento de trabalho onde for necessário o uso de Equipamento de Proteção Respiratória.

ANÁLISE ERGONÔMICA

Segundo a legislação brasileira na NR-17, para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a AET – Análise Ergonômica do Trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos, às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho.

LTCAT

Este é um programa exigido pelo INSS para a classificação de aposentadorias especiais (periculosidade/insalubridade) requeridas por colaboradores. Também é usado para elaboração do PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário. Apesar de ser de origem do INSS, também pode ser solicitado em caso de visitas de fiscais do Ministério do Trabalho.

PPRA

O PPRA, obrigatório pelas leis trabalhistas, tem como objetivo analisar os riscos ambientais físicos, químicos e biológicos do local de trabalho, estabelecendo medidas para sua eliminação, redução e controle, preservando a saúde e a integridade física dos colaboradores.

PCMSO

O PCMSO, obrigatório para todas as empresas com funcionários registrados, possui caráter preventivo e contempla as ações de saúde para monitoramento dos trabalhadores com base nos riscos identificados no ambiente de trabalho (por meio do PPRA). Além disso, tem como objetivo o rastreamento e diagnóstico precoce dos possíveis agravos à saúde dos colaboradores, visando a promoção e manutenção da saúde.

 Oferecemos também:

  • Exames Complementares

  • Exames Clínicos